Nazi Lauck NSDAP/AO Portugues Marcus Bischoff . . .

Nazi Lauck NSDAP/AO

Junta-te à campanha internacional

«Liberdade para Marcus Bischoff»

As autoridades alemãs tudo têm feito para destruir a vida deste homem. Para além de ter sido inicialmente condenado por motivos políticos, neste momento a sua própria vida está em perigo. Bischoff sofre de uma doença gravíssima no fígado. Mesmo recorrendo a uma recente cura para o seu problema, as hipóteses de sobrevivência são de apenas 29%!!!

Contudo, as autoridades, conscientes deste facto, e procurando eliminá-lo de forma muito «democrática» e discreta, têm utilizado os mais variados estratagemas para que não saia da prisão e não tenha acesso aos tratamentos que lhe podem salvar a vida.

Apesar de ter sido colocado em liberdade no dia 2 de Dezembro de 97, Bischoff foi imediatamente vítima de inúmeras acusações e novamente detido em Janeiro de 98. Acusações essas que se têm vindo a provar em tribunal não terem qualquer fundamento.

Mas entretanto Marcus Bischoff continua preso, foi obrigado a passar quatro meses na prisão de Tegel, sujeito às terríveis condições na cadeia e não lhe são sequer permitidas saídas precárias, ao contrário do que acontece com os piores criminosos. Desde 7 de Agosto de 98 que Bischoff não pode telefonar, o seu correio é-lhe entregue frequentemente com um a dois meses de atraso, quando não «desaparece», e a sua saúde vai-se deteriorando... talvez irremediavelmente!

Eis como é possível condenar alguém à pena de morte hoje em dia nesta nossa europa defensora dos direitos humanos em todo o mundo!

Vamos pois impedir este crime e tudo fazer para que as autoridades Alemãs percebam que não podem destruir a vida de um homem, cujo único delito foi e é o de manter-se fiel aos seus ideais Nacional Socialistas. Vamos deixar bem claro que...

Bischoff não está sozinho!!!

Envia-lhe um postal todas as semanas, demonstrando que pode contar com o apoio incondicional de todos os Nacionalistas e de todas as pessoas decentes em Portugal! Algumas dessas cartas poderão até não chegar-lhe às mãos, mas não deixam de ser extremamente importantes, pois são uma resposta bem visível à forma bárbara como Bischoff tem sido tratado pelo sistema judicial Alemão.

Outubro de 1999

É dada autorização a Bischoff para receber tratamento na prisão!

As primeiras pessoas que se juntaram à Campanha Internacional que a «Justiça & Liberdade» começou a desenvolver há poucos meses atrás já receberam uma resposta de Bischoff. O tempo mínimo de espera: 1 mês! Somente após este período de tempo (censurado), em que as autoridades prisionais sistemática e deliberadamente atrasam a correspondência, é que Bischoff pode receber a correspondência que lhe é dirigida.

Nos últimas largas semanas, alguns amigos e colaboradores da «J & L» já nos tinham começado a escrever cartas e enviar e-mails, questionando-nos se Bischoff estaria de facto a receber as cartas que já tinham enviado à algumas semanas. Pois bem, para quem já lhe escreveu, aí tem a resposta! E a nossa reacção só pode e deve ser uma: a de fortalecer a nossa campanha de solidariedade para com Bischoff! – Mais postais, mais cartas de apoio! Bischoff não está sozinho! Bischoff não será esquecido!!!

No que diz respeito à sua saúde e situação na prisão, existem algumas novidades, felizmente positivas, mas deixemos ser o próprio Bischoff a explicar o que tem acontecido:

«Uma possibilidade de tratamento para a minha doença foi permitida de surpresa! Ainda não era demasiado tarde para mim!

Desde 15 de Julho que eu estou a receber esse tratamento. Terá a duração de aproximadamente um ano e é tão dispendioso que, por exemplo, seria possível comprar um bom carro com essa quantia. Mas a possibilidade de ficar curado é de apenas cerca de 30%. É melhor do que 0%! Agora apenas posso esperar que o tratamento tenha sucesso e que a doença não regresse mais tarde!.

Se eu me conseguir curar, o plano assassino do Sistema sairá frustado e apenas me puderão roubar quatro anos da minha vida (como o estão a fazer)… mas não me terão conseguido matar!

Que os Deuses estejam comigo!

Saudações NS para todos os verdadeiros Camaradas em Portugal!»

Em outras cartas enviadas para vários Portugueses que lhe escreveram, Marcus manifesta alguma surpresa por receber diversas mensagens de apoio de várias cidades e localidades de Portugal. Bom, espero que, com o nosso modesto contributo, possamos continuar a surpreender e motivar cada vez mais Bischoff!

Entretanto, devido ao crescente apoio de Nacional Socialistas Portugueses e de outras pessoas, fará sentido questionarmo-nos se essa solidariedade visível não terá ajudado um pouco, de alguma forma, a impedir o… silencioso, discreto, hipócrita e bárbaro assassínio de Bischoff!?

Dezembro de 1999

Polícia procura intimidar Bischoff, fazendo uma revista exaustiva à sua cela às 5h30 da manhã!

O tratamento médico está a ser um sucesso!

No dia 10 de Novembro, às 5h30 a.m. (uma hora antes do despertar «oficial»), vários guardas entraram de rompante dentro da cela de Bischoff, revistaram-no exaustivamente, colocaram-no numa cela vazia e revistaram a sua cela de cima a baixo. Duas pessoas que Bischoff classificou como sendo «indivíduos com aspecto de hippie», ficaram diante da sua porta. Após a revista os guardas informaram Bischoff que estes eram da polícia e que estavam à procura de «provas» num novo caso de «ameaça» em que Bischoff é acusado (mais uma vez sem quaisquer provas fiáveis).

Os guardas que procederam a esta revista da cela de Bischoff não tinham qualquer autorização para as medidas que tomaram. Assim, Bischoff, mantendo o seu espírito de iniciativa forte e inabalável, apresentou de imediato um firme protesto contra estas acções praticadas contra ele e que visam aterrorizá-lo e silenciá-lo definitivamente.

A 15 de Novembro Bischoff foi novamente acusado de um novo «crime», desta feita alegadamente praticado na cidade de Estugarda: «o Procurador diz que eu falei com vários presos quando estive preso nessa cidade (há cerca de um ano!), e que lhes disse que iria matar uma testemunha de um (outro) "caso-fantasma". Tudo isto é uma mentira que parece não ter fim! Eu não falo com criminosos estrangeiros na prisão. Eu estive em Estugarda apenas devido ao julgamento que aí decorreu e não conheço ninguém aí! Só um perfeito anormal iria fazer tais declarações a completos desconhecidos. Esta é mais uma inacreditável agressão do sistema Alemão pelo facto de não recuar na defesa dos nossos ideais!»

No dia 9 de Dezembro o responsável pela equipa médica informou Bischoff que o tratamento médico está a ser um sucesso… até ao momento! Contudo, ainda há um longo caminho que Bischoff tem de percorrer para ficar completa e definitivamente curado.

Mais uma vez aqui reforçamos a ideia de que todo o apoio dado a Bischoff não é demais para o ajudar a manter o moral elevado e as forças necessárias para derrotar (também) esse (outro) terrível inimigo!

Entretanto, vamos sendo informados de que cada vez mais Nacional Socialistas e outras pessoas não-políticas de diversos países Europeus e inclusive de outros Continentes vão aderindo a esta Campanha Internacional. Um dos Países que merece especial destaque é exactamente a nossa vizinha Espanha, onde várias pessoas têm vindo a juntar-se com grande empenho a esta iniciativa.

… A luta continua!!!

Se quiser participar de forma um pouco mais activa na luta pela liberdade de Marcus Bischoff, entre em contacto connosco!

Escreve para:

Marcus A. Bischoff,

0128 / 99-6 Alt.-Moabit 12ª,

10 559 Berlim,

Alemanha

Para mais informações escreve para:

J&L,

Apartado 14.121,

1064 Lisboa Codex

Portugal

NSDAP/AO Português